Menu
Atualizado em 14/03/2019 às 23h59

Investigadora de Coimbra relaciona saúde física e mental com doença inflamatória do intestino

A relação entre saúde física e saúde mental em pacientes com doença inflamatória do intestino influencia diretamente a evolução deste tipo de patologias, conclui o estudo de uma investigadora da Universidade de Coimbra divulgado ontem.“O tipo de processos psicológicos utilizados por pessoas com doença inflamatória do intestino (DII) pode influenciar diretamente a forma como esta patologia evolui em cada paciente”, refere uma nota da Universidade de Coimbra, sobre um estudo realizado por Inês Trindade, investigadora da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação (FPCEUC), no âmbito da sua tese de doutoramento, recentemente concluída e orientada pelos professores José Pinto-Gouveia e Cláudia Ferreira.O estudo centra-se na importância dos processos psicológicos na evolução de pacientes com patologias como a doença de Crohn e colite ulcerosa, doenças autoimunes que causam inflamação crónica no intestino.Intitulada “Emotion regulation and chronic...


Continuar lendo...
Autor/Fonte: Dnoticias.pt

Portugal

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS