Menu
Atualizado em 14/11/2018 às 22h59

Ciganos querem conquistar lugar na política e estão a formar-se para isso

O vice-presidente da associação cigana Letras Nómadas acredita que dentro de uma década vão aparecer os primeiros jovens políticos ciganos, seja nas autarquias, poder central ou no Parlamento Europeu e criticou os partidos por não incluírem esta comunidade.Entre os dias 16 e 18 de novembro, na Figueira da Foz, decorre a terceira academia de política cigana, uma iniciativa dentro do programa ROMED, do Conselho da Europa, espalhada por vários países europeus e que em Portugal arrancou em dezembro de 2017 com a realização da primeira academia, à qual se seguiu outra em abril deste ano.Em declarações à agência Lusa, o vice-presidente da associação Letras Nómadas, que em Portugal é responsável pela implementação do programa ROMED, disse acreditar que no prazo de dez anos vai ver um político cigano, seja onde for.“Acredito que estamos a formar jovens e numa década podemos ter os primeiros [políticos] ciganos, seja nas autarquias, seja nas juntas, seja nos...

Continuar lendo...
Autor/Fonte: Dnoticias.pt

Portugal

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS