Menu
Atualizado em 15/05/2019 às 13h20

Justiça do Amazonas determina que cirurgiões retornem a plantões, em Manaus

Paralisação teve início na noite desta segunda-feira (13). Pacientes denunciaram falta de atendimento no Pronto-Socorro 28 de Agosto em Manaus nesta segunda-feira (13)

Ive Rylo/ G1 AM

O juiz de direito da 2ª Vara da Fazenda Pública, Leoney Figlioulo Harraquian, concedeu, na noite desta terça-feira (14), Tutela de Urgência em Caráter Antecedente determinando a proibição do Instituto de Cirurgia do Estado do Amazonas (Icea) de paralisar os serviços de saúde nas unidades da rede estadual, decorrentes do contrato  nº 06/2016. A informação é do Governo do Amazonas.

A ação foi impetrada pela Procuradoria Geral do Estado após a suspensão dos serviços no Hospital Pronto-Socorro 28 de Agosto, nos Serviços de Pronto Atendimento (SPAs) e no Hospital Adriano Jorge.  

O G1 procurou o Icea, mas não obteve retorno até a publicação desta matéria.

Na ação, o juiz estipula multa diária de R$ 200 mil...


Continuar lendo...
Autor/Fonte: Globo.com

Brasil

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS