Menu
Atualizado em 14/03/2019 às 23h20

'Acusação e investigação não estão 100% corretas', diz defesa de Edelvânia Wirganovicz

Segundo Gustavo Nagelstein e Jean Severo, ré foi chantageada a ajudar Graciele a esconder o corpo de Bernardo. Julgamento chegou ao quarto dia nesta quinta-feira (14). Advogado de Edelvânia, Jean Severo, defende que ela foi chantageada a ajudar Graciele

TJ RS / Divulgação

A defesa de Edelvânia Wirganovicz, ré pela morte de Bernardo Boldrini, foi a terceira a apresentar suas razões no julgamento do caso, em Três Passos, no Norte do Rio Grande do Sul, nesta quinta-feira (14). Gustavo Nagelstein e Jean Severo apontaram o que acreditam ser falhas na denúncia do Ministério Público e dos resultados periciais. "Acusação e investigação não estão 100% corretas", afirmaram.

Eles ainda reiteraram que Edelvânia se envolveu no caso ao ser chamada para ajudar Graciele ao se encontrar com um amante, e depois coagida a participar na ocultação do corpo.

G1 transmite o julgamento ao vivo

"Uma coisa tenho certeza:...


Continuar lendo...
Autor/Fonte: Globo.com

Brasil

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS