Menu
Atualizado em 07/12/2018 às 10h00

Extraditado, pesquisador brasileiro preso na Rússia com ayahuasca chega ao Recife

Eduardo Chianca, de 68 anos, chegou ao aeroporto na capital pernambucana por volta das 21h30 desta quinta-feira (6). Ele foi condenado pela Justiça russa por tráfico de drogas. Pesquisador Eduardo Chianca, que cumpria pena na Rússia, chega ao Recife

Pedro Alves/G1

Após mais de dois anos preso na Rússia, o pesquisador paraibano Eduardo Chianca, de 68 anos, foi extraditado e chegou nesta quinta-feira (6) ao Recife, cidade onde morava antes da prisão, ocorrida no aeroporto de Moscou.

Em agosto de 2016, ele foi detido por tráfico de drogas ao carregar em sua bagagem quatro garrafas da ayahuasca, um chá utilizado em terapias e rituais, que contém dimetiltriptamina (DMT), uma substância considerada ilegal pelas leis da nação estrangeira.

"Eles [a Rússia] se negaram a fazer o teste comprovando que era ayahuasca. Isso é infringir o direito do cidadão que o Estado tem de ajudar o cidadão a comprovar sua inocência. E a...


Continuar lendo...
Autor/Fonte: Globo.com

Brasil

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS