Menu
Atualizado em 15/08/2018 às 12h20

Dodge pede reabertura de processo da Lava Jato que investiga empresa de Bauru em esquema de propina

A Bauruense, do empresário Airton Daré, morto em 2011, é citada em delação do doleiro Alberto Youssef. Empresa com sede no interior de SP teria pago propina para integrantes do PSDB e PP por meio de relação com a presidência da hidrelétrica de Furnas. Dodge pede reabertura de processo da Lava Jato que investiga empresa de Bauru

A procuradora-geral da República Raquel Dodge pediu a reabertura do processo da Lava Jato que investiga a participação de uma empresa com sede em Bauru, no interior de São Paulo, em um esquema de propina que beneficiaria partidos políticos e empresários.

As investigações do Ministério Público Federal apontam que a empresa Bauruense, do empresário Airton Daré, falecido em 2011, tinha relações com a Hidrelétrica de Furnas, no estado de Minas Gerais.

Com base em delações premiadas do doleiro Alberto Youssef, uma das principais testemunhas do caso, os procuradores descobriram que Daré tinha...


Continuar lendo...
Autor/Fonte: Globo.com

Brasil

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS