Menu
Atualizado em 11/01/2019 às 15h59

Presidente do PT brasileiro diz que faltar à posse de Maduro seria “cobardia”

A presidente do Partido dos Trabalhadores (PT) brasileiro, Gleisi Hoffmann, considerou hoje que seria “cobardia” e uma “concessão à direita” faltar à posse de Nicolás Maduro para um segundo mandato presidencial Venezuela, não reconhecido por grande parte da comunidade internacional. “Nenhuma surpresa pelas críticas dos que ignoram as razões por eu ter aceitado o convite para posse na Venezuela. Deixar de ir seria covardia, concessão à direita. A esquerda pode ter críticas ao Governo de Maduro, mas o destino da Venezuela está nas mãos do seu povo e de mais ninguém”, escreveu Gleisi Hoffmann no Twitter.Hoffmann, que preside ao maior partido da oposição no Brasil, recebeu duras críticas, inclusive da própria esquerda, após viajar para Caracas para a tomada de posse de Maduro, esta quinta-feira, que não é reconhecido como Presidente pelo Brasil e por outros países.A ex-candidata à presidência do Brasil, Luciana Genro, uma das principais dirigentes do...


Continuar lendo...
Autor/Fonte: Dnoticias.pt

Mundo

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS